Page 9 - Revista Metropolis nº74
P. 9

FILME DE ABERTURA  29 JANEIRO                5 FEVEREIRO                        10 FEVEREIRO
           «J`ACCUSE - O OFICIAL E O          KIRK DOUGLAS (1916 – 2020)         ÓSCARES 2020: «PARASITAS"
           ESPIÃO» CANDIDATO A 12                                                FAZ HISTÓRIA
           CÉSARES                            Foi um verdadeiro gigante da história
                                              de Hollywood e da idade de ouro do   Pela primeira vez, um filme em língua
           O filme «J'accuse - O Oficial e o   cinema norte-americano. Nasceu a 9   não inglesa ganhou o principal
           Espião», de Roman Polanski, lidera   de Dezembro de 1916, em Nova Iorque,   Óscar da academia norte-americana.
           as nomeações para os prémios       numa família judaica proveniente da   Aconteceu numa noite de sonho
           César 2020, da Academia Francesa   Rússia. Alimentou o sonho de ser ator   para o realizador sul-coreano Bong
           de Cinema. A reconstituição de     na rádio e no teatro, antes de chegar   Joon-ho, que subiu ao palco do
           época e evocação histórica do      ao cinema no melodrama «O Estranho   Dolby Theater por quatro vezes,
           caso Dreyfus está nomeada nas      Amor de Martha Ivers» (1946), de Lewis   para receber os Óscares de melhor
           categorias principais de melhor    Milestone. Douglas construiu uma   argumento original, melhor filme
           realizador e melhor filme ao lado de   carreira feita com escolhas meticulosas   internacional, melhor realizador e,
           «Misérables» de Ladj Ly, «Graças a   e assumindo a produção de vários   num momento histórico, a estatueta
           Deus», de François Ozon, ou «Retrato   filmes como foi o caso de «Horizontes   de melhor filme. Com quatro Óscares,
           de Uma Rapariga em Chamas», de     de Glória» (1957) que lançou de forma   «Parasitas» acabou por ser o filme
           Céline Sciamma. «J`accuse - O Oficial   decisiva o realizador Stanley Kubrick.   com o maior número de prémios.
           e o Espião» totaliza 12 nomeações   Aliás, enquanto ator/produtor, Douglas   Entre os atores, não houve qualquer
           superando «Os Miseráveis», de Ladj   teve influência no convite dirigido a   surpresa: Joaquin Phoenix («Joker»)
           Ly, e «La Belle Époque», de Nicola   Kubrick para dirigir a superprodução   ganhou o prémio de melhor ator e
           Bedos, candidatos a onze prémios.   «Spartacus» (1960), onde foi ator   Renee Zellweger («Judy») triunfou
           A cerimónia de entrega de prémios   principal. As suas três nomeações para   na categoria de melhor atriz. «Joker»
           decorrerá no próximo dia 28 de     o Óscar de melhor ator não lhe valeram   era o filme mais nomeado, em 11
           fevereiro.                         qualquer estatueta dourada e acabou   categorias, e recebeu prémios de
 AUDIOVISUAL E CINEMA
                                              por receber um prémio honorário, em   melhor ator e banda sonora original.
 INSTITUTO NACIONAL DE
                                              1996. O ator norte-americano faleceu
                                              com 103 anos de idade.



  L ’Aide à la Coproduction D’œuvres Cinématographiques Franco-Portugaises  Creative Europe Programme Media Of The European Union  Programa Ibermedia  e com o apoio de INAC









  Uma produção Leopardo Filmes  Em co-produção com Alfama Films Production  APM Produções  Delicatessen Filmes  Mapiko Filmes  Com o apoio financeiro de ICA  RTP  L ’Aide Aux Cinemas du Monde  CNC  Institut Francais
  Com Miguel Moreira  João Lagarto  Alfredo Brito  Miguel Borges  João Vicente  Manuel João Vieira  Aquirasse Nipita  Messias João  Hermelinda Simela  Maria Clotilde  Gigliola Zacara  Gezebel Mocovela  com a participação especial
  de Ana Magaia e Camané  Um filme de João Nuno Pinto  Escrito por Fernanda Polacow e Gonçalo Waddington  Director de fotografia Adolpho Veloso  Direcção de arte Nuno G. Mello  Música original Justin Melland  Guarda-roupa Lucha D’Orey



 MOÇAMBIQUE, 1917

 PAULO BRANCO APRESENTA JOÃO NUNES MONTEIRO

 SEBASTIAN JEHKUL  FILIPE DUARTE  JOSEFINA MASSANGO









 UM FILME DE JOÃO NUNO PINTO

 PRODUTORES EXECUTIVOS ANA PINHÃO MOURA
 MARIO PEIXOTO E ENRICO SARAIVA
 ESTREIA 5 MARÇO                                                                          METROPOLIS MARÇO 2020    9
   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14