Page 6 - Revista de Cinema Metropolis nº70
P. 6

PLANOS DO MÊS                                                    TIAGO ALVES














































           10 JUNHO                           14 JUNHO                           25 JUNHO
           JORGE JÁCOME PREMIADO NO           PAULO BRANCO RECEBE                A INAUGURAÇÃO DA CASA DO
           FESTIVAL DE HAMBURGO               PRÉMIO MUNDIAL DAS ARTES           CINEMA MANOEL DE OLIVEIRA
                                              LEONARDO DA VINCI
           «Past Perfect», de Jorge Jácome,                                      “Faz-se enfim justiça com a
           recebeu o grande prémio na         O produtor, distribuidor e exibidor   inauguração da Casa do Cinema
           competição do Festival de Curtas   português Paulo Branco foi         Manoel de Oliveira. Justiça ao nosso
           Metragens de Hamburgo. O triunfo   escolhido para receber o Prémio    maior e mais reconhecido cineasta,
           consagra o realizador Jorge Jácome   Mundial das Artes Leonardo da    justiça ao nosso cinema, que temos
           em anos consecutivos já que na     Vinci, atribuído pelo Conselho     o dever de defender e de preservar,
           edição anterior a curta-metragem   Mundial de Cultura – World Cultural   e justiça ao Porto, cidade berço
           «Flores» tinha recebido o Grande   Council. O prémio reconhece        do cinema português”, afirmou o
           Prémio e o Prémio do Público. Esta   o "prolífico e variado trabalho   presidente da república Marcelo
           consagração reforça o percurso     desenvolvido no âmbito do cinema   Rebelo de Sousa durante a cerimónia
           positivo de «Past Perfect» que foi o   independente, produzindo e     de abertura ao público da Casa
           primeiro filme português a vencer   coproduzindo com realizadores de   do Cinema Manoel de Oliveira. O
           a competição internacional do      quatro continentes, sempre aberto   chefe de Estado recordou o cineasta
           IndieLisboa na edição de 2019. O   a novas ideias, trilhando novos    enquanto “artista fiel às suas ideias
           filme é baseado num texto para     caminhos e construindo pontes      e obsessões”, cujo “verdadeiro
           teatro de Pedro Penim sobre cidades   em todo o mundo, bem como       continente submerso é a obra que
           ou países, como Portugal, afundados   pela sua dedicação em aproximar   não chegou a ser filmada” e que
           numa dolorosa saudade do passado   diferentes áreas da cultura, como a   encontra na Casa do Cinema agora
           e negando um presente doloroso.    literatura, as belas-artes e a música",   inaugurada “o seu lugar natural”.
                                              conforme se lê no comunicado do    A Casa do Cinema recorda a vida
                                              Conselho Mundial de Cultura. O     e obra de Manoel Oliveira, através
                                              Prémio Leonardo da Vinci é atribuído,   de fotografias, textos, desenhos
                                              bienalmente, desde 1989. Paulo     preparatórios, adereços, guiões de
                                              Branco é o primeiro português e a   filmes e também prémios, cartazes,
                                              primeira individualidade ligada ao   correspondência e toda a biblioteca
                                              cinema a receber esta distinção.   do cineasta.
   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11